Jornal Agora | Luiz Gautério solicita ao Executivo a implantação ...
 
fechar
fechar

Seu voto foi registrado. Agradecemos sua participação.

Seu voto já foi computado nas últimas 24 horas.

Resultado parcial

Atenção: o resultado desta enquete não tem valor de amostragem científica e se refere apenas a um grupo de
                 leitores do Agora Online.
Redes sociais
voltar

SJN

- 10-01-2017 - 21h05min
fechar
enviar Máximo 500 caracteres
* Ao enviar qualquer comentário, o usuário declara-se ciente e aceita integralmente o termo de uso
fechar

Comunicar erro

Se você encontrou alguma informação que esteja errada, utilize este espaço para reportar erros.

enviar Máximo 500 caracteres
fechar

Envie esta notícia para um amigo

» Adicionar mais um destinatário

enviar Máximo 500 caracteres

Luiz Gautério solicita ao Executivo a implantação do Mercado Público Municipal

fechar

Galeria de vídeo

fechar

Galeria de áudios

Em sua reivindicação feita logo no início do mandato e, também, nas demais pautas importantes que estão sendo elaboradas, Luiz Gautério afirma, em sua justificativa, que “o estabelecimento e funcionamento de um Mercado Público Municipal virão atender à economia primária e à valorização de demais setores afins, impulsionando o comércio e a renda por sistemas de economia solidária e cooperativismo, além de alavancar a implementação de agroindústrias e entrepostos comunitários, tendo potencial para o fortalecimento das vocações municipais na diversificação de produções e melhores ofertas ao consumo, bem como reafirmando perspectivas culturais e da qualidade de vida e segurança alimentar, e ainda favorecendo o turismo”.

“Tal estrutura, ao olhar do mandato petista, quando em operação e sendo devidamente administrada, virá proporcionar maior articulação e sustentabilidade econômica, social e ambiental em território nortense, gerando oportunidades criativas e grande interatividade dos produtores e comerciantes com a comunidade”.

Gautério salienta, ainda que: “uma das características de suas solicitações será por priorizar a valorização dos espaços vazios urbanos, gerando integração da dinâmica na cidade e inclusão social. Neste sentido, o Mercado Público será patrimônio de toda coletividade nortense, acarretando positivamente na possível ocupação de alguma área ociosa, que cause insatisfação da sociedade pelas variadas vulnerabilidades consequentes, ou somente por estarem em desuso. Este é um compromisso assumido com a agricultura e a pesca, pela sustentabilidade cultural, econômica e socioambiental, restabelecendo as lutas sociais pela produção e consumo, já que temos condições e não produzimos uma série de alimentos que compõem a mesa do nortense”, concluiu.


comente Comentários(0)

Participe


Sua opinião Agora

Você acha que os mandatos dos vereadores Batatinha e João da Barra devem ser cassados?

resultado votar
Veja mais

Plantão



Comparte Jornal Agora - Todos os direitos reservados