Jornal Agora | Menor é apreendido pela morte de Matheus Melo
 
fechar
fechar

Seu voto foi registrado. Agradecemos sua participação.

Seu voto já foi computado nas últimas 24 horas.

Resultado parcial

Atenção: o resultado desta enquete não tem valor de amostragem científica e se refere apenas a um grupo de
                 leitores do Agora Online.
Redes sociais
voltar

DPCA

- 19-04-2017 - 14h52min
fechar
enviar Máximo 500 caracteres
* Ao enviar qualquer comentário, o usuário declara-se ciente e aceita integralmente o termo de uso
fechar

Comunicar erro

Se você encontrou alguma informação que esteja errada, utilize este espaço para reportar erros.

enviar Máximo 500 caracteres
fechar

Envie esta notícia para um amigo

» Adicionar mais um destinatário

enviar Máximo 500 caracteres

Menor é apreendido pela morte de Matheus Melo

Jovem de 15 anos foi morto a tiros no último dia 12 no Parque Marinha
fechar

Galeria de vídeo

fechar

Galeria de áudios

fechar
Foto: DIVULGAÇÃO Facebook

Matheus Melo, de apenas 15 anos, foi morto à tiros no Parque Marinha

DIVULGAÇÃO Facebook

Menor é apreendido pela morte de Matheus Melo

Matheus Melo, de apenas 15 anos, foi morto à tiros no Parque Marinha

ESTHER LOURO

esther@jornalagora.com.br

A Delegacia de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA) elucidou o caso da morte de Matheus Melo – jovem de 15 anos que foi morto a tiros em via pública no Parque Marinha, no último dia 12. Segundo o delegado titular da Delegacia, Roberto Sahagoff, foram ouvidas diversas testemunhas e também o suspeito, um jovem de 17 anos, que acabou confessando o ato e deve ser encaminhado para cumprimentos de medidas socioeducativas devido ao ato infracional.

Segundo Sahagoff, a motivação do crime parece ter sido uma desavença anterior e também a polícia trabalha com a hipótese de que esteja acontecendo uma disputa de grupos no bairro. Ainda conforme Sahagoff, o jovem alegou que teria sido ameaçado dias antes por Matheus e que na noite do dia 12, ao passar de bicicleta em frente a um bar, percebeu que a vítima teria deixado o local ao lhe ver.

Já na rua, há alguns metros do Bar, ocorreu a discussão e o jovem teria disparado três vezes em Matheus, sendo que dois tiros atingiram a cabeça e o ombro da vítima. Apesar dos ferimentos em locais vitais, Sahagoff disse que o suspeito relatou que não tinha a intenção de matar.

MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS

Agora, o delegado aguarda a finalização de todo o procedimento – como, por exemplo, a chegada do resultado da necrópsia – para assim encaminhar ao Ministério Público o pedido de internação para que o jovem cumpra as medidas socioeducativas devidas.

“Como trata-se de um crime violento, nós solicitaremos a internação na Fase e esperamos, sim, que a mesma possa se estender pelos 3 anos, que é o tempo máximo”, explicou o delegado titular da DPCA. 

 


comente Comentários(3)

Participe


Sua opinião Agora

Você acha que os mandatos dos vereadores Batatinha e João da Barra devem ser cassados?

resultado votar
Veja mais

Plantão



Comparte Jornal Agora - Todos os direitos reservados