Jornal Agora | Brigadianos do Rio Grande são enviados para integr ...
 
fechar
fechar

Seu voto foi registrado. Agradecemos sua participação.

Seu voto já foi computado nas últimas 24 horas.

Resultado parcial

Atenção: o resultado desta enquete não tem valor de amostragem científica e se refere apenas a um grupo de
                 leitores do Agora Online.
Redes sociais
voltar

FAMURS

- 16-03-2017 - 16h54min
fechar
enviar Máximo 500 caracteres
* Ao enviar qualquer comentário, o usuário declara-se ciente e aceita integralmente o termo de uso
fechar

Comunicar erro

Se você encontrou alguma informação que esteja errada, utilize este espaço para reportar erros.

enviar Máximo 500 caracteres
fechar

Envie esta notícia para um amigo

» Adicionar mais um destinatário

enviar Máximo 500 caracteres

Brigadianos do Rio Grande são enviados para integrar o efetivo da Capital

Em número de sete, os policiais militares do 6º BPM já estão em Porto Alegre
fechar

Galeria de vídeo

fechar

Galeria de áudios

fechar
Foto: Fabio Dutra/JA

Governo do Estado retirou 400 policiais militares de municípios do interior

Fabio Dutra/JA

Brigadianos do Rio Grande são enviados para integrar o efetivo da Capital

Governo do Estado retirou 400 policiais militares de municípios do interior

ANETE POLL/ASSESSORIA

A Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs) manifestou posição de repúdio à decisão do Governo do Estado de retirar 400 policiais militares de municípios do interior. De acordo com o vice-presidente da Federação, Marcelo Schreinert, a medida agrava a situação de insegurança nas cidades gaúchas. "Estamos vivendo, nesses últimos tempos, um verdadeiro caos na segurança pública. A solução para o problema da criminalidade na Região Metropolitana não está na remoção de policiais do interior", defendeu.

Do Município do Rio Grande, onde o número de assaltos cresce assustadoramente e se faz mais do que necessária a presença do policial militar, sete foram colocados à disposição para o reforço na Capital e já estão em Porto Alegre, integrando o efetivo de lá. De Passo Fundo, o número foi muito maior: 100 foram retirados.

Conforme o presidente da Associação dos Municípios do Planalto (Ampla) e prefeito de Ciríaco, Arlindo Lopes, a transferência desagrada os prefeitos da região. "Nós precisávamos que viessem mais 100 policiais para a nossa região, ao invés de tirarem", reclamou.

Segundo Lopes, a associação tem uma reunião agendada com o secretário-chefe da Casa Civil do Governo do Estado no dia 23 de março para solicitar o aumento do efetivo da Brigada Militar na região. "Com essa decisão, o Estado não vai resolver o problema de Porto Alegre e vai criar um problema ainda maior no interior do Estado", resumiu o presidente da Ampla.

A região Centro do Estado também sofrerá perdas no efetivo. Ao todo, 75 policiais sairão do município de Santa Maria. O presidente da Associação dos Municípios da Região Centro do Estado (Amcentro) e prefeito de São Sepé, Leocarlos Girardello, classifica a medida como "um ato de desespero" do Piratini e alerta que a Patrulha Intermunicipal, que realiza ronda pelas cidades da região, já sofre com a redução do efetivo. "Isso é horrível. Não tenho dúvidas de que a segurança vai ficar ainda pior na nossa região".

Girardello informa que o comandante da Brigada Militar foi convocado para a próxima reunião da Associação, no dia 28 de março, para conversar com os prefeitos. "Essa é uma preocupação dos gestores públicos com a sociedade, que está ficando desamparada", lamentou.

Registros de ataques a bancos no interior

De acordo com o vice-presidente da Famurs, Marcelo Schreinert, as cidades menos populosas estão sendo alvo de sucessivos ataques.

Somente no mês de março, foram registrados assaltos a bancos em pelo menos duas cidades da Região Noroeste do Estado. No dia 2, o prefeito de Ibirapuitã, Rosemar Hentges, chegou a ser levado como refém pelos bandidos, após assalto a uma agência bancária do Município. No dia 8, foi a vez de Fontoura Xavier. Criminosos assaltaram duas agências e utilizaram reféns como escudo humano para fugir da polícia. 


comente Comentários(4)

Participe


Sua opinião Agora

Você acha que os mandatos dos vereadores Batatinha e João da Barra devem ser cassados?

resultado votar
Veja mais

Plantão



Comparte Jornal Agora - Todos os direitos reservados