Jornal Agora | Recuperação dos estados será prioridade no Senado, ...
 
fechar
fechar

Seu voto foi registrado. Agradecemos sua participação.

Seu voto já foi computado nas últimas 24 horas.

Resultado parcial

Atenção: o resultado desta enquete não tem valor de amostragem científica e se refere apenas a um grupo de
                 leitores do Agora Online.
Redes sociais
voltar

POLÍTICA

- 20-04-2017 - 14h23min
fechar
enviar Máximo 500 caracteres
* Ao enviar qualquer comentário, o usuário declara-se ciente e aceita integralmente o termo de uso
fechar

Comunicar erro

Se você encontrou alguma informação que esteja errada, utilize este espaço para reportar erros.

enviar Máximo 500 caracteres
fechar

Envie esta notícia para um amigo

» Adicionar mais um destinatário

enviar Máximo 500 caracteres

Recuperação dos estados será prioridade no Senado, diz Eunício Oliveira

fechar

Galeria de vídeo

fechar

Galeria de áudios

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), disse ontem (19) que tratará com prioridade absoluta o projeto aprovado ontem na Câmara que trata da recuperação fiscal dos estados. “Eu acho que é uma matéria extremamente importante. E eu tenho responsabilidade para com a pauta de imediato, tão logo a Câmara dos Deputados resolva esta matéria [envie ao Senado]”, afirmou.

Ainda de acordo com ele, as reformas trabalhista e previdenciária, que estão em análise pelos deputados e devem começar a ser votadas em maio, também serão tratadas com celeridade no Senado.

“Ontem teve uma reunião que avançou bastante com o governo cedendo algumas posições que eram reivindicações dos líderes [na reforma da Previdência]. Fizemos uma reunião dos líderes do Senado com o presidente da República para tratar dessa matéria, e tem ainda a reforma trabalhista. Então, essas são as pautas que nós estamos um pouco mais preocupados aqui na Casa”, disse.

Abuso de autoridade

Já o projeto que trata do abuso de autoridade não será tratado com prioridade e seguirá um cronograma normal de tramitação antes de ser levado ao plenário, segundo Oliveira. O relatório do senador Roberto Requião (PMDB-PR) sobre o tema foi apresentado hoje na Comissão de Constituição e Justiça da Casa e há previsão de que ele seja votado pelo colegiado na próxima semana.

Questionado se projeto seria imediatamente levado a plenário depois disso, Eunício disse que “devemos tratar das matérias quando elas estão prontas para ir a plenário”. “O abuso de autoridade sequer foi votado na Comissão de Constituição e Justiça. Depois disso, ele virá ao plenário se for a vontade dos líderes. Eu vou reuní-los quando esta matéria estiver pronta na comissão, por enquanto não há previsão sobre isso”, afirmou.

O projeto sobre abuso de autoridade vem gerando polêmica entre os senadores que defendem sua aprovação e membros do Ministério Público e do Judiciário, que consideram que o texto é uma forma de retaliação às ações da Operação Lava Jato.

Por Ag. Brasil


comente Comentários(0)

Participe


Sua opinião Agora

Você acha que os mandatos dos vereadores Batatinha e João da Barra devem ser cassados?

resultado votar
Veja mais

Plantão



Comparte Jornal Agora - Todos os direitos reservados