Jornal Agora | Portugueses fazem fila para funeral do ex-presiden ...
 
fechar
fechar

Seu voto foi registrado. Agradecemos sua participação.

Seu voto já foi computado nas últimas 24 horas.

Resultado parcial

Atenção: o resultado desta enquete não tem valor de amostragem científica e se refere apenas a um grupo de
                 leitores do Agora Online.
Redes sociais
voltar

LUTO

- 10-01-2017 - 15h34min
fechar
enviar Máximo 500 caracteres
* Ao enviar qualquer comentário, o usuário declara-se ciente e aceita integralmente o termo de uso
fechar

Comunicar erro

Se você encontrou alguma informação que esteja errada, utilize este espaço para reportar erros.

enviar Máximo 500 caracteres
fechar

Envie esta notícia para um amigo

» Adicionar mais um destinatário

enviar Máximo 500 caracteres

Portugueses fazem fila para funeral do ex-presidente Mário Soares

fechar

Galeria de vídeo

fechar

Galeria de áudios

fechar
Foto: Mareita Cazarré/ABr

Por voltas das 11h da manhã de ontem (9), começou o cortejo fúnebre de Mário Soares, ex-presidente de Portugal

Mareita Cazarré/ABr

Portugueses fazem fila para funeral do ex-presidente Mário Soares

Por voltas das 11h da manhã de ontem (9), começou o cortejo fúnebre de Mário Soares, ex-presidente de Portugal

Centenas de pessoas fizeram filas na segunda (9) para entrar no Mosteiro dos Jerônimos, em Lisboa, onde é velado o corpo do ex-presidente português Mário Soares, que morreu no último sábado (7), aos 92 anos.

Os portugueses levaram flores, cartazes e bandeiras de Portugal para homenagear Soares, que presidiu Portugal de 1986 a 1996 e também foi primeiro-ministro do país (1976-1978 e de 1983-1985). Alunos do Colégio Moderno, fundado pelo pai de Soares, também compareceram ao local. "Ele lutou pelas liberdades individuais e pelos direitos individuais e quisemos vir prestar essa homenagem, porque talvez não tivéssemos uma democracia se não fosse por ele. Ele faz parte da democracia desse país. Trouxemos as camisolas [o uniforme] para mostrar o orgulho que temos de pertencer a este colégio", disse um dos estudantes. Soares é considerado um dos grandes nomes da democracia portuguesa. Lutou contra a ditadura na década de 70, foi preso e exilou-se na França. Voltou a Portugal, onde construiu uma respeitável trajetória política, tendo sido ministro dos Negócios Estrangeiros, presidente da República e primeiro-ministro. Soares também é lembrado por ter encabeçado o processo de adesão de Portugal à União Europeia.

O corpo de Soares chegou ao Mosteiro dos Jerónimos às 13h (horário de Portugal) de ontem, em cortejo fúnebre que partiu da casa onde o ex-presidente vivia, no bairro de Campo Grande. O velório ficou aberto ao público durante todo o dia.

Dezenas de equipes de profissionais da imprensa fazem a cobertura do velório. A PSP (Polícia de Segurança Pública) não divulgou informações sobre a quantidade de pessoas que já passaram pelo mosteiro

O presidente do Brasil, Michel Temer, embarcou ontem para Lisboa, para participar do encerramento das cerimônias fúnebres nesta terça (10).

Mário Soares morreu na tarde de sábado, aos 92 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, onde estava internado desde o dia 13 de dezembro. O governo de Portugal decretou luto oficial de 3 dias, a partir desta terça.

 

Por Ag. Brasil


comente Comentários(0)

Participe


Sua opinião Agora

Você acha que os mandatos dos vereadores Batatinha e João da Barra devem ser cassados?

resultado votar
Veja mais

Plantão



Comparte Jornal Agora - Todos os direitos reservados