Jornal Agora | Rápidas
 
fechar
fechar

Seu voto foi registrado. Agradecemos sua participação.

Seu voto já foi computado nas últimas 24 horas.

Resultado parcial

Atenção: o resultado desta enquete não tem valor de amostragem científica e se refere apenas a um grupo de
                 leitores do Agora Online.
Redes sociais
voltar

INFORMES E RECLAMES

- 20-04-2017 - 18h36min
fechar
enviar Máximo 500 caracteres
* Ao enviar qualquer comentário, o usuário declara-se ciente e aceita integralmente o termo de uso
fechar

Comunicar erro

Se você encontrou alguma informação que esteja errada, utilize este espaço para reportar erros.

enviar Máximo 500 caracteres
fechar

Envie esta notícia para um amigo

» Adicionar mais um destinatário

enviar Máximo 500 caracteres

Rápidas

fechar

Galeria de vídeo

fechar

Galeria de áudios

LEITOR reclama da presença de um buraco na avenida Rheingantz, na pista da esquerda, entre o antigo prédio do Cassino dos Mestres e a sinaleira. "É uma verdadeira cratera que está ali há cerca de um ano, e ninguém toma providências", afirma.

SECRETARIA da Saúde (SES) determinou a suspensão do uso e a proibição da venda do contraceptivo injetável Demedrox® (acetato de medrox progesterona) em todo o Rio Grande do Sul. A decisão foi anunciada pelo secretário João Gabbardo dos Reis, na quinta-feira (20), após receber a notificação de dois casos confirmados de gravidez durante o uso dessa medicação. O medicamento é fornecido pelo Ministério da Saúde e distribuído pelo Estado aos municípios, pelas Coordenadorias Regionais de Saúde. Neste momento, a SES reforça a importância do uso de métodos de barreira, como camisinha masculina e feminina. Recomenda também que as usuárias procurem os serviços de Saúde, a que estão vinculadas, para mais orientações.

 

 


comente Comentários(0)

Participe


Sua opinião Agora

Você acha que os mandatos dos vereadores Batatinha e João da Barra devem ser cassados?

resultado votar
Veja mais

Plantão



Comparte Jornal Agora - Todos os direitos reservados